Um pouco da França

COMO DIRIA NICK CANNON, “AMERICA HAS VOTED AND…

Ok, menos, Laís.

A galera que lê meu blog votou na enquete do último post e, por unanimidade, ficou decidido que eu vou SIM contar todas as minhas peripécias francesas.

YAY! Antes de mais nada, queria deixar aqui o meu muitíssimo obrigado àqueles que votaram.

Para dar início a essa nova etapa do blog, escolhi, então, fazer uma lista particular das músicas que mais tocavam (ou pelo menos as que eu mais ouvi) nas rádios francesas durante o período em que estive por lá.

Surpreendentemente, há participação brasileira nessa lista. Na verdade, surpresa mesmo seria ver abaixo uma música verdadeiramente BOA, mas tá valendo, né?!

Alors, voici!

  • A versão dançante de Redemption Song, originalmente cantada por Bob Marley e agora interpretada pela voz cheia de sotaque do ex-tenista e atual celebridade da indústria da música, Yannick Noah:

  • But here’s my number, so call me maybe“. Quem nunca se pegou cantando alguns versos do sucesso mundial chiclete Call Me Maybe, que atire a primeira pedra ou throw a wish in the well:

  • E se na minha lista de 100 coisas para fazer antes de morrer já tinha o ítem “conseguir cantar um rap americano na íntegra”, eu acho que agora vou incluir “aprender a cantar My Direction, do Sexion D’assaut“.

  • WHEEEEEEEEEERE HAVE YOU BEEEEN? ALL MY LI-I-FE?“. Se você nunca entoou esses versos no mais alto dos agudos alcançáveis, tentando ser diva como Rihanna, sua vida não está completa:

  • Uma vez um sábio disse que para fazer uma música como as do garanhão metido a latino Pitbull, bastava 3 passos básicos: Diga “dale!”, cite quatro cidades (de preferência, cidades de influência latina, onde haja muito sol e mulher bonita) e balbucie três palavras em espanhol; pronto! Back in time, que segue a mesma linha de raciocinio, fazia um sucesso estrondoso na França. Não posso negar que a batida é contagiante.

  • Uma musica pela qual eu me apaixonei foi Positif, do Matt Houston. Será que só eu consigo ver uma grande semelhança entre ele e o Pitbull?

  • AAAH, AGORA CHEGOU O MOMENTO PELO QUAL TODOS AGUARDAVAM! A aparição brasileira na lista ficou por conta do queridíssimoGusttavo Lima e você“, com o ás da música popular brasileira “Balada“. Confesso que tive de recorrer ao Google para saber o nome da música, pois até então, achava que entitulava-se “tchetchereretchetche”.

  • La terre est ronde, do rapper já trintão OrelSan, também fazia muito sucesso. Ta aí mais uma para a minha lista!

  • Party Shaker – R.I.O feat. Nicco foi a música que mais ouvi tocar durante as viagens de carro com minha família francesa na pequena-grande cidade de Blois. Vou confessar que ficava toda boba toda vez que ouvia “Rio” na música, que é a cara do verão e das férias:

  • O orgulho de ser latino chegava ao ápice quando Rayos de sol, de Jose de Rico e Henry Mendez tocava na Europa.

  • E a vergonha latina fazia com que tivéssemos vontade de procurar um buraco para nos escondermos toda vez que ouvíamos o ritmo do Tacata (a imagem de exibição do vídeo é mesmo assustadora):

  • A pornográfica Whistle, do nosso amigo grandalhão Flo Rida, também deixava as francesas doidas dropping.

  • Sabe quando você ouve tanto uma musica que passa a detestá-la do fundo da sua alma? Então, foi exatamente o que aconteceu comigo com relação a We are young:

  • E para finalizar, o ritmo quente de Addicted to you, da diva-linda-perfeita-maravilhosa-inigualável Shakira, que embalou muitos dos meus dias locos na França (cenas dos próximos capítulos):

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s