O encontro

January 25th, 2012

Washington D.C., USA

Mais um dia de acordar cedo para (tentar) ficar bonita. Dessa vez, iríamos encontrar com uma das mulheres mais influentes do mundo; ninguém mais, ninguém menos que a Secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

estamos lindas? sim ou claro?

Como todo mundo já sabe, Hillary Clinton é esposa do 42º presidente do país, Bill Clinton. Em janeiro de 2009, substituiu Condoleezza Rice no Departamento de Estado e, cá pra nós, a aliada ao good guy, Barack Obama, recentemente cometeu uma enorme gafe ao felicitar o Brasil pelos 190 anos de independência. Tá ok, tia Hill, eu te perdoo dessa vez. Mas só porque você foi legal com a gente, viu? Hunf, da próxima vez eu jogo o escândalo Lewinsky no ventilador! #bixamá

Recomponha-se e volte ao foco inicial do post, Laís

Ok. Como eu ia dizendo, a ansiedade predominou durante todo o café da manhã. Mal poderiamos esperar para encontrar a pessoa mais importante do país após o presidente, mas antes de chegar até ela, tivemos de passar pela segurança meticulosa do edifício Harry S. Truman.

Quando Hillary Clinton passou pela porta, pude sentir a sala ser iluminada não só pelos nossos sorrisos, mas também pelos inúmeros flashes que foram disparados pelos fotógrafos que estavam ali, procurando registrar o momento a partir do melhor ângulo. Atrás dos profissionais da fotografia, podia ver também canetas correndo sobre papeis; eram os redatores, que escreviam freneticamente.

Hillary foi extremamente simpática conosco. Quis saber sobre a viagem, as nossas impressões sobre o país, quais eram as diferenças entre o Brasil e os Estados Unidos e ainda elogiou nossas habilidades com a língua inglesa após nos parabenizar pela enorme conquista que é ser um Jovem Embaixador. O meeting não durou mais de 5 minutos devido à agenda de compromissos da Secretária, mas foi um momento único; uma experiência enriquecedora. Clicando aqui, você encontra o texto, bem como o vídeo do emocionante discurso proferido pela mesma.

” (…) and I’m going to sit right there, we’re going to have a picture taken. You all look great.”

Durante o discurso de Hillary, também aconteceu algo muito especial. Lembra do Wanderson, o Jovem Embaixador de Roraima que tinha ficado hospitalizado em Seattle e não pode retornar à D.C. juntocom o grupo? Então, felizmente ele recebeu alta na noite anterior e conseguiu chegar ao prédio do Departamento de Estado a tempo. O grupo já estava todo pronto à espera de Hillary quando o viu passar pela porta. Tivemos de conter nossa alegria por conta do ambiente, mas a nossa real vontade era de correr e abracá-lo bem forte, num grande huggy bear.

Depois nos dirigimos à uma sala anexa, onde aconteceu uma espécie de coffee break. Durante esse período, pudemos conversar com diversas outras pessoas que lá trabalham. Também foi gravado esse vídeo aqui:

A segunda parte do dia seria dedicada ao início da elaboração dos nossos action plans na sede da World Learning, mas como saco vazio não pára em pé, fomos abastecer os tanques no Five Guys. Nunca tinha ido à esse fast food. Lá é tudo muito junk mesmo: os hambúrgueres são imeeensos, bem como as batatas. Lembro que comi um desses hamburgões, um saco grande de batata frita e copo de refrigerante refill por menos de $10. Bargain!

Votem Laís para presidente!

Decidimos as diretrizes do nosso action plan, que era voltado para a educação. O primeiro dia de planejamento foi realmente um sucesso!

Da janela do escritório da World Learning dava para ver a McPherson Square, onde instalou-se o movimento OccupyDC, uma das ramificações do grande Occupy Wall Street.

Presença brasileira! O Consulado Geral do Brasil também fica por ali, nas proximidades da World Learning.

Depois tivemos um tempinho para andar por Chinatown. Já falei o quanto amo esse lugar?

xing ling

Nos encontramos em frente ao Friendship Arch no horário combinado e seguimos em direção ao Verizon Center. O jogo da noite era Washington Wizards vs. o meu ilustre Charlotte Bobcats, equipe cuja tive o prazer de assistir perder pela segunda vez com o placar de 92 x 75. Quem curte, pode assistir aos melhores momentos do jogo clicando aqui.

Todos os Jovens Embaixadores ganharam camisas do Washington Wizards e vestiram, salvo os membros do Charlotte Team. Éramos uns dos poucos que ainda entoavam “Bobcats!” no grande estádio coberto em vermelho, algo que jamais aconteceria aqui no Brasil. Já pensou em ir à um jogo de futebol, ficar na torcida do Flamengo portando uma camisa do Vasco e ainda gritar em apoio ao time rival? É até difícil visualizar a cena, não? Pois bem, lá nos Estados Unidos as torcidas ficam litaralmente juntas e o respeito entre elas é algo admirável, que deveria ser adotado aqui no nosso país.

APARECEMOS NA BIG SCREEN! MUY RICOS!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s