Unforgettable

28/10/2011. Não tive aula neste dia, então pude acordar um pouco mais tarde. Ainda assim, o meu relógio biológico não não permitiu que eu dormisse além das 8h (a ansiedade também teve grande participação).

O primeiro pensamento do dia foi o mesmo que o último pensamento do dia anterior: o anúncio. Na verdade, isso não saiu da minha cabeça um minuto sequer durante o mês inteiro de espera entre a última etapa de avaliação (a visita) até aquele 28 de outubro; um dia que ficará para sempre em minha memória.

O grande momento estava marcado para as 11h, por video conferência. Fui a primeira da casa a acordar e como ainda restava muito tempo, resolvi fazer minhas atividades corriqueiras: arrumei a casa, varri, lavei a louça… e o pensamento ainda estava lá, vivíssimo na minha mente.

Às 10:30min já estava na frente do computador. Parecia que a cada minuto que passava, a ansiedade aumentava (e não só parecia… Isto realmente se efetivava!)

Onze horas… e nada da video conferencia começar. Alguns minutos depois, recebemos o primeiro sinal de transmissão que não durou mais de 5 segundos até que tornasse a desaparecer, fazendo com que o serviço saísse do ar.

Tela preta. Nervosismo.

Eis que volta. Uma das primeiras pessoas a falar foi Wesley, Jovem Embaixador no ano de 2008, que voltará aos Estados Unidos em 2013 por ter ganho uma bolsa para o Community College. Seu discurso me marcou pela seguinte frase “Uma vez Jovem Embaixador, sempre Jovem Embaixador“. Depois de Wesley, Lilian (JE Amazonas) dirigiu belas palavras contextualizando os novos rumos que sua vida tomou após a participação no programa e a coordenadora Márcia Mizuno também deu seu discurso falando dos dez anos de Jovens Embaixadores e agradeceu a todos os parceiros que apoiam e tiveram papel fundamental na divulgação, crescimento e estabelecimento dos ideais da iniciativa da Embaixada Americana.

Chega o momento: o Embaixador Thomas Shannon enfim dá início ao seu pronunciamento. Assim como Márcia, agradeceu aos parceiros e ressaltou que o programa é um ato de fé e compromisso. Após estas palavras, anunciou a grande surpresa: Ao invés dos tradicionais 35 nomes, para a edição de 2012 seriam escolhidos 45 jovens para representar o Brasil nos Estados Unidos em janeiro. As dez vagas eram em homenagem aos 10 anos de absoluto sucesso

GRITEI e comecei a chorar. A emoção era enorme naquele momento. Mais uma dose de esperança foi acrescentada ao meu ser. Quase podia sentir a adrenalina e a endorfina correndo em minhas veias.

Eu esperava que Shannon fosse revelar os nomes, mas ele convidou Fabiano Jácome, Jovem Embaixador da primeira edição para abrir a pasta confidencial e acabar logo com o suspense, dando um fim a minha ansiedade e inciando uma nova fase da minha vida. Segue abaixo o vídeo do anuncio:

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH *-*

A única coisa que consegui dizer foi “MÃAAAAE, EU CONSEGUI!” enquanto meus irmãos, que assistiam a transmissão ao meu lado, me abraçavam e parabenizavam e muitas lágrimas corriam pelo meu rosto.

O que senti ao ouvir meu nome ser anunciado foi inexplicável. O sentimento de realização tomou conta de mim; meu sonho estava finalmente se concretizando! Senti que todo o tempo dedicado ao estudo valeu a pena e eu estava sendo recompensada.

Gritei, chorei, pulei, me joguei no chão, xinguei, gritei mais, pulei mais e corri pro telefone para contar para meu pai, que estava trabalhando:

– PAAAAAAAI (chorando e gritando)

– QUE FOI, LAÍS, QUE FOI? (preocupado)

– EU CONSEGUI!

Aí foi um chororô só. Parabéns pra lá, parabéns pra cá, mensagens dizendo “você merece, La” no Facebook… OBRIGADA! Sem sombra de duvidas, estou cercada pelas melhores pessoas do mundo.

Parecia um sonho até que bati com a cabeça na quina da porta (acredite!) e pensei “Ah, agora sim! Não é um sonho não”. Saldo do dia: me tornei uma Jovem Embaixadora e ganhei um galo na testa. Eu até tinha tirado uma foto da minha testa – que, vamos ser sinceros, não é nada pequena – para postar aqui e convencer vocês da veracidade do fato que conto, mas depois achei completamente desprezível fazê-lo, né?!

Estava tão feliz que nem senti a dor…

Um comentário sobre “Unforgettable

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s